Da vida na aldeia, parte dezanove


© Pedro Marques, Fevereiro de 2017.



Aqui estou, no alto desta serra ondulada, sentado, a contemplar um largo horizonte (...). Vivo a natureza integrado nela. De tal modo, que chego a sentir-me, em certas ocasiões, pedra, orvalho, flor ou nevoeiro. Nenhum outro espectáculo me dá semelhante plenitude e cria no meu espírito um sentido tão acabado do perfeito e do eterno.


in Diário, vols. I a IV de Miguel Torga (Dom Quixote, 1995)