Da literatura, parte dezassete

Filho de Deus, Cormac McCarthy (Relógio D'Água, 2014)


Esta obra do genial Cormac McCarthy, envolta numa crueza atroz, revela a história de Lester Ballard, um ignorante e solitário homem, que deambula pelas montanhas do estado do Tennessee. Afastado, à força, das terras que supostamente lhe pertenciam, sem um tecto fixo que o abrigue ou uma ocupação que o distraia, deixa na sua passagem um rasto de horror através dos assassínios em série que pratica. Sem qualquer tipo de filtro, o premiado autor americano, descreve com tamanha verdade e realismo o percurso de Ballard que, enquanto leitores, somos transportados para a linha da frente da acção. De uma violência de emoções inexplicável. Tudo aquilo a que McCarthy já habituou os seus apreciadores.